I don't know what to do, when the life makes me sad ♫

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

I don't know what to do, when the life makes me sad ♫

Mensagem  TheSolemnHypnotic em Sex Ago 12, 2011 8:13 pm

Olá, caros membros do PsicoNetOnline,
Eu vim, em busca de "ajuda", e não sei, realmente se a encontrarei aqui. Antes do meu primeiro tópico, dei uma passada nos outros para ver, e acho que a maioria das pessoas que frequentam este fórum também tem vários problemas. Mas, se não for para orientar, ao menos reconfortar a dor já seria muito bom, pra mim, pra vocês.
Bem, eu sou muito jovem, mas já não tenho perspectivas na vida. Eu...não sei mesmo se quero continuar, sabem? É como se eu não concordasse com nada (porque parece que nada mesmo faz sentido) e já não quisesse continuar essa insanidade. Acho que eu perdi o amor, ou talvez, a esperança de me tornar útil mesmo. Parece que estou vazia por dentro, ansiando para que alguma coisa aconteça.
E, nesse lenga-lenga, eu vou me deixando com a mesma expressão facial por muitos dias. Quando não é a mesma, é porque estou chorando. Penso que é porque sou muito sensível. Muito mesmo. E me (des)apaixono rápido demais.
No fundo, eu só queria expor que eu estou com problemas.
Eu não sei como conversar com meus pais, porque parece que eles são duros demais. Meu pai não repara em quem realmente sou (não só ele, né?) e minha mãe apenas critica as coisas que eu tento fazer em casa.
Além do mais, minha escola me mata com seus dois turnos. Eu deixei de exercer as coisas que eu gosto. Não posso mais ser...eu. Ou a pessoa que eu pensei que era.
Eu estou em conflito comigo, e isso me faz entrar em conflito com os outros. É triste porque eu tenho uma pessoa muito maravilhosa ao meu lado, e não posso dar a ela as estrelas dos meus olhos. Isso me sufoca (a sua perfeição), e já me fez perguntar se eu realmente a amo.
Eu queria mais do que uma dose de ânimo, um exploração das causas. Porque eu não posso mais negar que eu preciso de ajuda, antes que eu sucumba na tristeza.
Eu conto com alguém? Espero que sim.
Sorte, para todos nós.
avatar
TheSolemnHypnotic

Mensagens : 3
Data de inscrição : 12/08/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário http://asoleneanapontes.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

oi

Mensagem  Angélica22 em Ter Jun 05, 2012 2:15 am


O QUE RESPONDI EM OUTROS TÓPICOS E TORNO A RESPONDER: VOCÊ PRECISA DE AMOR PRÓPRIO. CADA PESSOA TEM SUA INDIVIDUALIDADE, ACEITE ISSO E SEJA FELIZ.ACEITE QUE NEM SEMPRE SERÁ COMPREENDIDO, MAS QUE EM ALGUM MOMENTO ACHARÁ DE CABEÇA FRIA O QUE DEVE FAZER E COM QUEM FALAR.SORTE BEIJOS!
TheSolemnHypnotic escreveu:Olá, caros membros do PsicoNetOnline,
Eu vim, em busca de "ajuda", e não sei, realmente se a encontrarei aqui. Antes do meu primeiro tópico, dei uma passada nos outros para ver, e acho que a maioria das pessoas que frequentam este fórum também tem vários problemas. Mas, se não for para orientar, ao menos reconfortar a dor já seria muito bom, pra mim, pra vocês.
Bem, eu sou muito jovem, mas já não tenho perspectivas na vida. Eu...não sei mesmo se quero continuar, sabem? É como se eu não concordasse com nada (porque parece que nada mesmo faz sentido) e já não quisesse continuar essa insanidade. Acho que eu perdi o amor, ou talvez, a esperança de me tornar útil mesmo. Parece que estou vazia por dentro, ansiando para que alguma coisa aconteça.
E, nesse lenga-lenga, eu vou me deixando com a mesma expressão facial por muitos dias. Quando não é a mesma, é porque estou chorando. Penso que é porque sou muito sensível. Muito mesmo. E me (des)apaixono rápido demais.
No fundo, eu só queria expor que eu estou com problemas.
Eu não sei como conversar com meus pais, porque parece que eles são duros demais. Meu pai não repara em quem realmente sou (não só ele, né?) e minha mãe apenas critica as coisas que eu tento fazer em casa.
Além do mais, minha escola me mata com seus dois turnos. Eu deixei de exercer as coisas que eu gosto. Não posso mais ser...eu. Ou a pessoa que eu pensei que era.
Eu estou em conflito comigo, e isso me faz entrar em conflito com os outros. É triste porque eu tenho uma pessoa muito maravilhosa ao meu lado, e não posso dar a ela as estrelas dos meus olhos. Isso me sufoca (a sua perfeição), e já me fez perguntar se eu realmente a amo.
Eu queria mais do que uma dose de ânimo, um exploração das causas. Porque eu não posso mais negar que eu preciso de ajuda, antes que eu sucumba na tristeza.
Eu conto com alguém? Espero que sim.
Sorte, para todos nós.

Angélica22

Mensagens : 11
Data de inscrição : 05/06/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum