Preciso de um amigo pra desabafar e me ajudar - graves problemas!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Preciso de um amigo pra desabafar e me ajudar - graves problemas!

Mensagem  Sweety Kenny ♥ em Qui Nov 24, 2011 8:21 pm

Olá. Estou com sérios problemas psicológicos. Já há algum tempo que estou sofrendo com isso, venho pedindo conselhos e ajuda a todos os meus amigos, familiares, a todos que pude recorrer (até aos menos íntimos), para saber o que deveria fazer, desde quando tudo começou. Foi bastante gente a quem eu pedi ajuda, estava totalmente em desespero, sem saber o que fazer, precisando muito de alguém! Mas vejo que esses conselhos, essa ajuda que tanto peço já não está me adiantando de nada, porque na verdade, sinto como se ninguém realmente entendesse a real situação pela qual eu passo e por mais que eu fosse ajudada, já é algo tão grave, que eu mesma cheguei a conclusão de que talvez a ajuda de que eu precise seja a de um profissional ou pelo menos de alguém que entenda e esteja disposto a me ajudar. Alguns amigos/familiares meus não entendiam, mesmo assim tentavam me ajudar, mas logo depois já achavam que estava tudo bem, como se fosse um problema comum, mas não, se trata de algo bem complexo. Outros, simplesmente não queriam saber... E aí eu fui vendo que eu era um incômodo para essas pessoas e passei a julgar quem realmente era meu amigo ou não. Apenas pouquíssimas pessoas que sempre estiveram me ajudando, quando batia uma extrema depressão em mim ou paranóia. Mas fui percebendo o desgaste delas, que nem elas estavam mais aguentando TANTOS problemas, TANTAS reclamações, TANTOS xingamentos... Nem eu! Eu sabia o quanto estava sendo insuportável, porque era o tempo todo! Eu vivia de péssimo humor sempre! Não havia um momento em que eu não fosse pessimista quando se tratava de alguma coisa em relação a minha vida. E aí eu fui evitando contato com algumas amigas (que tenho uma forte amizade), justamente para conservar nossa amizade e não querer compartilhar só de meus problemas e meu mau-humor. Enquanto que, por outro lado, com alguns (os mais próximos de mim), por necessidade até, tive que ir mantendo amizade, que já nem era mais como antes (de certa forma passou a ser forçada, algo bizarro, como que se a cada amigo eu estivesse tendo uma consulta com um psicólogo diferente.). E a consequência disso foram amizades totalmente desgastadas e todos meus amigos perdidos, e às vezes creio que por definitivo. Vi meus melhores amigos, que passaram anos ao meu lado e me conhecem muito melhor que qualquer um, se afastando aos poucos, outros, pior, de uma hora pra outra sem nenhuma explicação. E tudo de uma vez só. Tudo aconteceu na minha vida como uma avalanche, devastando tudo que vem pela frente e não sobrando nada. Isso sem tirar as brigas que eu arrumava e as paranóias que eu passei a ter com o decorrer dos meus problemas (em casa, na escola)... Antes eu não tinha noção de como eu agia sem pensar, até tinha, só que não conseguia me controlar, por nervoso, insegurança, quase sempre desespero, e vários outros problemas, e nem sabia das consequências sobre meus amigos, não imaginava o quanto eu estava sendo chata, que perturbava todos eles, pedindo ajuda, só reclamando, só sendo pessimista... Mas agora, que dei um tempo de todos, estou de férias, e parei para refletir, entendo o por quê de eles terem se afastado de mim (se realmente for por isso... Que eu algumas vezes também duvido e vou explicar o por quê depois). Esses meus problemas todos aconteceram só nesse ano, mas fez estragos terríveis e permanentes na minha vida. Vejo que quase tudo não voltará a ser como antes. Principalmente, eu, quem sofreu e levou tudo por um ano inteiro, muitas vezes, fingindo que estava tudo bem, fingindo ser a mesma garota alegre de sempre. Mas não... E eu também me incomodava com isso. Na verdade, não havia quase nada em mim que não me perturbasse... Não estava satisfeita comigo, na situação em que me encontrava, agonizando, esperando dias melhores, que nunca apareciam, até, definitivamente, perder as esperanças de que tudo fosse melhorar, quando via que todos meus amigos já tinham ido embora e não queriam saber mais de mim nem um pouco... Foram dias cruéis, cada dia era dia de tortura, choros incontroláveis, remorsos, raiva, tudo ao mesmo tempo! Não tem como explicar, mas cada dia foi insuportável pra mim, vivi e ainda vivo um verdadeiro inferno. Por causa disso tudo, não sou mais a mesma. E esse é um dos meus maiores remorsos... Não consigo mais me achar. Antes eu era uma pessoa segura, que dava conselhos para as amigas, estava sempre oferecendo ajuda, tinha problemas, mas sempre os superava, não perdia tempo com preocupações idiotas, era confiante, tinha alto-estima, minhas maiores características era ser bastante otimista com tudo, confiante, extrovertida, alegre, meiga, engraçada, contagiante, gostava muito de me comunicar com muitas pessoas, conhecer gente, fazer novos amigos... Só que com o passar dos anos, com certas coisas que aconteceram comigo e me fizeram mudar, fui me tornando uma pessoa bem mais reservada (mais do que já era), por necessidade. E aí a partir desse ano que aconteceram coisas inesperadas que arrasaram DEMAIS a minha vida, me tornei completamente introvertida, fria, insegura, sem vontade de fazer amizades, egoísta, sem confiança, depressiva, pessimista, e bastante desconfiada (algo que eu já era, mas normal), a ponto de eu enlouquecer e ficar paranóica e perturbada em alguns momentos, me tornava agressiva, incontrolável, por não suportar tudo que acontecia comigo. Mesmo estando consciente de tudo que fazia, jamais quis ter passado pelo que passei. Foram momentos terríveis, os piores!!! E cada vez em que eu pirei foi porque eu realmente não tive forças nem segurança o suficiente que pudessem me tranquilizar e me fazer voltar a ser a pessoa melhor que eu era. Por isso ainda estou precisando de alguém que possa me ajudar, não só isso, alguém que se importe. Foi aí que decidi buscar orientação psicológica, só que online. E entre os sites que achei, a maioria descartei, mas um blog me deixou interessada e fui ler um certo post que falava sobre "Transtorno de Personalidade Paranóide". Conforme fui lendo, me identificava, com a situação ao qual me encontro já há um tempo e com as circunstâncias, e aí fiquei sem saber se aceitava ou não que isso poderia ser ou não uma doença. Me questionei porque eu simplesmente não concordo (sou uma pessoa que questiona muito as coisas). E aí pesquisando um pouco mais, encontrei esse fórum, que era exatamente o que eu procurava, pessoas que pudessem ajudar as outras, profissionais ou não, seja dando conselhos, falando coisas positivas, compartilhando situações semelhantes, o que fosse, mas que servisse como apoio. =) Muito legal mesmo. Por isso resolvi escrever, porque estou precisando muito, muito mesmo de ajuda e achei que essa seria a melhor forma de pedir, e espero muito que alguém leia essa mensagem, pois preciso muito de uma pessoa que possa me entender e me dizer o que fazer.
avatar
Sweety Kenny ♥

Mensagens : 5
Data de inscrição : 24/11/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

No caminho certo

Mensagem  Ashley 70 em Qui Dez 01, 2011 11:23 pm

Sweet Kenny, boa tarde.
Quando li a sua mensagem percebi muitas coisas, a que me deixou mais aliviada foi seu reconhecimento, afinal, no inicio você disseq ue começou a julgar seus amigos para ver se eram de fato seus amigos, mas você não se julgou, não devemos julgar os outros, devemos nos julgar para vermos onde está o nosso erro e poder concertá-lo. No desenrolar dos fatos, você percebeu que seus amigos estavam cansados das suas reclamações, então você percebeu que era você que não estava sendo uma boa amiga. Se coloque no lugar deles, uma amiga que só reclama é muito chata, nós temos amigos para compartilhar alegrias e solucionar tristezas, mas você só mostrava trsiteza para eles, então ninguém quer só trsiteza, então afastaram de você. E quais problemas tão frustrantes são esses? Você tem que encarar esses problemas de frente, por que você pode adiar os problemas, mas enquanto não resolvê-los não estaram solucionados. E não se intimide, por mais que o problema seja forte, fique em frente a um espelho, olhe para a expressão do seu rosto e fale para você mesma: Eu sou forte, eu congio, nada me derrubará,... Olhe para você mesma. Como você está? Se arrume, saia um pouco.
Pode perceber que quando você ficou de férias a sua mente se abriu e você percebeu onde estava o erro maior. Então toda vez que estiver nervosa, sentir que ninguém te entende, saia um pouco, vá em uma praça, escute e dance uma música, escreva um diário, ... tenha sempre algo para "descontar" sua raiva saudavelmente, como a música (cante e dance), diário (conte para ele), por que depois de um tempo, você vai olhar para trás e dizer: "Não acredito que isso aconteceu comigo".
Ao se levantar, agradeça por estar viva, olhe para um lado e para o outro, você tem roupas, você tem o que comer, você tem uma família, que por mais que você pense que não te compreende, você sabe que te ama, no fundo no fundo, você sabe.

Então dê valor a vida. Por mais problemas que você tenha, olhe para trás, veja o quanto você desenvolveu, o quanto cresceu e amadureceu, onde está o seus amigos, vá converse com eles sobre garotos, novelas, filmes, times, busque um assunto agradável.
E sempre que surgir um problema, não vá se lamentar pelos cantos da casa ou no computador, seja mulher, seja forte, diga para você mesma: eu posso, eu vou, eu consigo. E lute!

Pois a vida é uma só e muito curta, então aproveite cada minuto com responsabilidade, trilhe seu futuro nos seus solhos e sempre que houver invejosos, ria da cara deles, pois se estão com inveja de você é por que são baixos e você melhor do que eles.

Siga em frente!


Ashley 70

Ashley 70

Mensagens : 5
Data de inscrição : 01/12/2011
Idade : 23
Localização : BH

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de um amigo pra desabafar e me ajudar - graves problemas!

Mensagem  Sweety Kenny ♥ em Sex Dez 02, 2011 3:34 am

Muito obrigada mesmo pelas suas palavras, Ashley 70! De uns dias pra cá, já reparei alguma mudança pra melhor, voltei a falar com uma amiga minha e nossa conversa parecia como as de antigamente. Eu gostei, pois já podia me sentir melhor, bem diferente de como eu estava. Inclusive, falamos sobre isso q estava acontecendo comigo, e ela falou o q pensava, q foi praticamente td o q eu falei aqui, mas q agora estava feliz por ver q as coisas estavam passando. Só q de vez em quando me dá umas crises, aquela sensação ruim, a tristeza, a baixo-estima, tudo volta de uma hora pra outra, como se o q eu parecia ter afastado não conseguisse mais sair de mim. Mas essas recaídas só voltaram a acontecer depois q recebi uma ligação (ontem pra ser mais exata) inesperada, de uma das pessoas q me magoaram (um amigo de q eu gostava), e mesmo eu fingindo q estava td bem, estava me sentindo cada vez mais mal falando com ele. Não tenho certeza, mas acho q até ele percebeu em alguns momentos, q eu parecia meio nervosa, me enrolando nas coisas q eu falava, pq, naquela hora, foi uma surpresa bem desagradável. A verdade é q eu ainda estou mto insegura, qnd falo com ele, pq, acho q não falei, mas um dos principais motivos de eu ter pirado assim foi por eu ter me enganado bastante confiando nele e sonhando demais (ele me iludia, querendo ou não, e eu sempre fui apaixonada por ele e msm sabendo q poderia ser bem ruim, ele num certo momento me fez acreditar q poderia confiar e ir um pouco mais longe). E fui vendo da noite pro dia a nossa forte amizade se tornar um nada, e ele parecer um completo estranho qnd estava comigo. =( Isso me destruiu. Ele me magoou até não dar mais. Me afastar dele nessas férias funcionou como uma terapia pra mim, foi ótimo. De certa forma eu me renovei. =) Só q nesse fim de semana vai ter um passeio entre um pessoal da nossa turma, ele queria saber se eu ia, não sei se seria uma boa ideia ir. Além do aniversário dele q é essa semana. =/ A verdade é q não me sentiria bem indo na festa dele... Eu acho q não seria algo legal, pq eu ainda não pareço estar bem, qnd estou com ele. Mas eu realmente não sei o q fazer. Sei o q quero e do q preciso, mas não sei se é o q devo fazer. Só não quero q mais erros sejam cometidos e nem mágoas. Quem sabe eu possa lhe contar a história depois, pq aqui não daria pra falar tudo. Mas, de qualquer forma, eu agradeço profundamente, pois quem está te respondendo agora já não é mais a da 1º msg. rs Mil vezes obrigada! ^^

Obs: Vc é psicóloga ou alguma coisa desse tipo? =) rs
avatar
Sweety Kenny ♥

Mensagens : 5
Data de inscrição : 24/11/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Continue

Mensagem  Ashley 70 em Qui Dez 08, 2011 5:05 pm

Sweet, como eu já havia dito para você: A vida continue. Não precise ficar com medo do que vai acontecer depois, a vida infelizmente é muito curta, mais curta do que podemos perceber, já parou para pensar daqui há alguns meses ou anos, quando você olhar para trás e dizer: "Nossa! Eu fiquei naquele estado por causa de um rapaz que gosto, mas que me maltrata?" Então não deixe que este acontecimento venha acontecer com você. É triste dizer isso, mas sabemos que homens (90%) não prestam e não estão nem aí para o que pensamos. Eu também já pensei assim: Gostava muito de um amigo, mas ele era chato às vezes e quando parei de olhar tanto pra ele e passei a olhar mais pra mim, percebi que estava gostando mais dele do que de mim, então não era amor era uma obsessão e eu o observava sempre, pensava: O que o Robson (ele) tem que me deixa fascinada? E sabe o que eu encontrei? Nada! Como eu estava abalada emocionalmente acabei fazendo do Robson um escudo para os meus problemas, então sempre que o via achava que gostava dele, mas não! Ele apareceu para mim justamente na hora em que eu estava passando por problemas emocionais então ele serviu como uma passagem ao fim do túnel e eu sem perceber acabei fazendo dele um "herói", quando na verdade ele não passava de um garoto que me ajudou! Pense nisso Sweet. Será que você sem querer não está fazendo do seu amigo um escudo para seus problemas? E se a presença dele não te faz bem afaste-se. Mas quando se sentir recuperada vá em frente! Enfrente ele e qualquer problema que aparecer, pois você pode até se sentir mais aliviada ao esquecer-se de um problema, mas quando ele volta você perceberá que ele está cada vez mais forte, por que problema não se esquece se resolve. Você tem que fazer uma reflexão: Do que tem medo? E quando achar esta resposta saberá o que enfrentar e como enfrentar, Pra você dizer que gosta deste garoto, 1º você tem que gostar de você. Todos tem amigos, mas amigo da gente é a gente mesmo. Se ame e se houver espaço no seus coração, adicione amigos, familia, carreira, sonhos, DEUS e se ainda houver espaço adicione este rapaz!!!

Respondendo a sua pergunta: Não sou psicologa, mas penso em fazer faculdade desta área.

Ashley 70

Mensagens : 5
Data de inscrição : 01/12/2011
Idade : 23
Localização : BH

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re- Preciso de um amigo pra desabafar e me ajudar - graves problemas!

Mensagem  Sweety Kenny ♥ em Sab Dez 17, 2011 9:50 pm

Olá, Ash! (Posso te chamar assim? ^^) Obrigada por compartilhar o seu problema comigo. Que bom que pôde superar o que passou. Smile Eu entendo o que falou e acho que foi isso que aconteceu comigo também. Nós dois estavámos passando pelo mesmo problema juntos e aí um foi ajudando o outro. Nós não éramos tão amigos assim, até que aconteceu uma coisa que nos abalou muito, mas primeiro foi comigo e só mais tarde com ele. Quando vi que ele passava pelo mesmo choque que eu, já estava mais preparada para ajudá-lo (pq era algo que eu já esperava que fosse acontecer, só não sabia como seria). Mas como se Deus tivesse feito tudo para que superássemos e resolvêssemos juntos o que estava acontecendo, por um desentendimento que houve entre mim e ele, contei o que havia acontecido para uma pessoa não confiável que, ao fingir me ajudar, agravou tudo e fez com que ele e eu brigássemos. Mas quando paramos para conversar, para pedir desculpas um ao outro, é que tudo veio à tona (mais para ele do que para mim), descobrimos o que realmente tinha acontecido e tudo por causa dessa pessoa que fingia ser "amigo". Essa pessoa era o melhor amigo para ele, então, ficou bastante abalado e eu o ajudei. Mas também precisava de ajuda e só ele entendia o que eu passava, porque agora estava na mesma situação que eu. Enfim... Eu achava que naquela hora eu daria a volta por cima com ele. Por isso, transformei sim ele em meu herói. =/ E como nos aproximamos muito, já tinha passado a confiar nele, mais até do que nas minhas amigas mais próximas. (eu estava em um momento bem difícil para me abrir e confiar até nas pessoas próximas, o pior momento da minha vida, por pensar que tinha um amigo, quando na verdade, ele tornou tudo um grande inferno, afastou amigos de mim, fez todos que me conheciam me odiar ou uma grande parte, pelo menos.)
Enfim, eu sou uma pessoa muito apaixonada, então, como ele tinha um jeito que me impressionava, fui tomando cuidado para não tropeçar de novo e me apaixonar por ele (pq também já gostei dele milhões de vezes por 6 anos e sem contar que ele havia namorado minhas duas melhores amigas há muito pouco tempo). Ou seja, sabia que de um jeito ou de outro, isso seria ruim para mim. Mas aí ele foi dando indícios de que queria mais intimidade, ele foi me passando a confiança que eu precisava e nunca me deixava na mão, sempre estava ao meu lado e me dava força. Assim eu fazia com ele também e por um bom tempo só éramos nós dois. Não falávamos mais com ninguém, só com um amigo mais próximo, mas não se comparava ao quanto ficávamos juntos e gostávamos da companhia um do outro. Era tão forte nossa amizade que para os outros já parecia outra coisa. Não fazíamos nada sem o outro, ficávamos dias sem dormir de tanto que conversávamos, não nos separávamos um segundo, como se nem houvesse outras pessoas ao nosso redor, só nós dois. Ele me atraia e, de certa forma, eu atraía ele. E foi assim que a paixão simplesmente aconteceu. Acreditei muito nos meus sentimentos e no que ele parecia sentir por mim. Mas da mesma forma que nos aproximamos muito fácil, assim nos afastamos também. Ele certas vezes se torna o oposto de mim e não o entendo muito bem. Ele é inconstante, muda de ideia e de personalidade toda hora. E por isso que tudo acabou. Ele fazia promessas que até então cumpria e fazia eu confiar nele, mas até o dia em que ele mudou de grupo e drasticamente se tornou outra pessoa. Daí, foi aos poucos mudando comigo, até, de uma hora para outra, só vir até mim quando precisava. Às vezes ele me ouvia, às vezes não, mas com o tempo, nossa conversa foi se perdendo, até eu ver que não tinha mais jeito. Passou a ser grosso, falava coisas ruins para mim como no tempo antes de sermos amigos, me fazia sentir inferior, sem importância, todo tempo me fazia sentir mal. Sem contar nas outras coisas que ele adorava fazer. Sempre assediava minha melhor amiga (a ex dele) como brincadeira, mas depois que descobriu que eu gostava dele, toda vez que estávamos nós três, ele fazia alguma coisa com ela ou falava coisas mal intencionadas, senão quando comentava pra mim que já fez coisas com ela, que gostaria de fazer, que sabe o que ela está vestindo e que fica fazendo "coisas" pensando nela... Enfim, falava tudo e rindo achando graça de alguma coisa... Não entendia por que ele fazia isso nem por que de uma hora para outra ele mudou comigo. A incerteza e a buca por motivos perturbavam minha cabeça o tempo todo, além de não entender por que nossa amizade se tornou um vazio ao ponto de ele me tratar com indiferença. (o que eu mais considero em alguém é a amizade, é o que há de mais importante. Mesmo sentindo mais coisas por ele, eu prezava muito o quanto éramos amigos.)
Isso tudo me deixou louca, tirando que eu a minha amiga chegamos até a discutir sobre isso por ciúmes meu. =( Mas ela me perdoou por tudo que fiz e sempre me ajudou, mesmo quase desistindo de mim. Ela nunca dava confiança para ele e sabia o quanto eu sofria (ela tinha passado pela mesma coisa ano passado). Mas a verdade é que magoei muitas pessoas por minha raiva excessiva, minha insegurança, falta de confiança e tudo mais o que passava comigo e me arrependo de ter feito todos eles passarem por isso. No fim das contas, meu estado era depressivo, de estresse absoluto, porque além de tudo o que eu passava, estava obsecada por ele e tinha acabado praticamente com todas as minhas amizades por brigas e desentendimentos.
Principalmente por isso e por não querer mais ele por perto, eu me afastei. Mas também tinha necessidade de me afastar de todos para saber o que acontecia comigo e recomeçar tudo de novo. Tive que me afastar até de mim, para saber quem eu realmente era e estava agindo ser. Graças a Deus, a minha família, a meus amigos, a você, a tudo que amo, já me sinto melhor. Ah, aliás, nem fui no aniversário dele. Estava muito indecisa e minha amiga (que tb não foi pq não queria) aconselhou que se não me sentisse bem, seria melhor dar uma desculpa. Aos pouco vou falando com ele... Acho que sumir não seria bom. =/ Verei como andarão as coisas, vou seguir os meus sonhos. =) Obrigada, Ashley! Espero que esteja se sentindo bem também depois de tudo que passou. ^^ E siga o seu sonho, com certeza você será uma grande psicóloga! *-* (Hmmm... Não sei, mas também tenho vontade de me tornar uma. haha) Bejinhos!!
avatar
Sweety Kenny ♥

Mensagens : 5
Data de inscrição : 24/11/2011
Idade : 23

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preciso de um amigo pra desabafar e me ajudar - graves problemas!

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum