E agora? O que fazer ?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

E agora? O que fazer ?

Mensagem  Ellenzinhaa em Sab Dez 08, 2012 4:21 am

Bem gente, sou nova por aqui .... Tenho 21 anos, sou estudante da área da saúde, mas já decidi que após o término do meu curso, não irei exercer a profissão. Já quis procurar ajuda psicológica só para conversar mesmo, não sei se tenho alguma coisa ou não .... Verdade é que de uns tempos para cá, tenho estado muito estressada (fiquei internada dois dias, por causa disso, tive dores abdominais inexplicadas, e chorei na frente de uma doutora, desabafei um pouco, mas ainda assim ... ) e parece que as coisas perderam um pouco de graça, não sei, mas ainda assim não consigo soltar isso ... Já fiz o que a maioria das pessoas fariam: ir passear, cabeleireiro, compras, etc etc mas ainda falta alguma coisa para eu ser feliz, que não sei explicar ... As mudanças que ocorreram na minha vida nesses meses foram: tive um amigo muito significante para mim (uns 5 anos), porém com o início do namoro, ele se afastou, e perdi os contatos com ele; preciso conviver com uma pessoa que só me responde com sarcasmo; estou começando meu tcc; não estou me achando bonita, minha irmã casou e meu cunhado ocupa muito espaço (apesar de ser ótima pessoa e estar começando a me adotar como uma segunda irmã) e vi um óbito de perto e não consigui controlar minhas emoções; sinto que estou sem amigos (aliás sempre tive problemas com isso, na escola e agora na faculdade) ... Enfim gente me ajudem, preciso ser feliz, preciso de um colo .... Preciso até chorar, mas até para sair as lágrimas está difícil. E agora?
avatar
Ellenzinhaa

Mensagens : 2
Data de inscrição : 08/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E agora? O que fazer ?

Mensagem  Jericho em Dom Dez 09, 2012 6:33 am

Olá Ellen. Entendi ser uma pessoa meio fechada, tímida talvez, e que está passando por uma fase de auto-estima baixa e ainda ter vivenciado uma situação difícil que é a perda de um ente próximo e que tinha a sua irmã como referência mas que por ter se casado e morando separado não possa estar mais sempre perto de ti como gostaria. Tem recebido atenção de seu cunhado mas senti que gostaria que nessa hora aquela pessoa que você tinha sentimento especial estivesse por perto para poder te ajudar a transpor esses momentose mas não que se afatasse, talvez porque ele ainda não estivesse preparado o suficiente para algo mais sério como você desejava.
Entendi também que já tenha recebido muitos conselhos mas que não sentiu melhoras porque elas apenas atuaram sobre o efeito, que sua tristeza continuou, porque a causa não foi controlada.
Sobre sua vida profissional, sinto que quer seguir uma carreira diferente, que fosse mais de encontro com o que anseia, gosta e sonha, e que essa que de agora não tenha sido por total vontade sua mas que levada por algum motivo, um desejo de família ou coisa do tipo.
Não será essa sensação de estar estressada relacionada com ansiedade, que gostaria de seguir um novo caminho, resolver algo que deixou para trás ou deixou de fazer, dar um rumo mas algo te segura, talvez receio de sair de uma zona de conforto onde sente estar no momento e que de certa forma se sente segura ficando nela?
Havia um homem perdido no deserto com uma vontade danada por um gole de água e numa casa abandonada com um poço já seco ao entrar encontra um copo de água à sua frente. Então de tão sedento e desesperado tentar pegar rapidamente o copo para saciar logo sua vontade mas ele tropeça e esbarra no copo derramando uma parte. Numa situação análoga, o que se faria, ver o que ainda restou no copo e beber logo antes que perca o resto ou ficar a lamentar vendo a parte derramada? (Imagino que a esta altura já tenha tomado a água que ainda restava). A vida ensina que as coisas dependem de como são vistas ou se quer enxergar os fatos que acontecem, de qual perspectiva será escolhida para olhar e basear a decisão. Isso talvez porque haja uma tendência de se atrair e enxergar as coisas conforme o pensamento que é alimentado ou acredita ser a verdadeira, estejam esses conceitos certos ou errados e que foram sendo colocados dentro de cada um ao longo da vida, como a reação de medo que não nascemos com ela, e que normalmente se utiliza como base e referência para as tomadas de decisões e que em alguns casos levam por caminho que racionalmente seria evitado.

Abraços.
avatar
Jericho

Mensagens : 42
Data de inscrição : 17/11/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E agora? O que fazer ?

Mensagem  Ellenzinhaa em Dom Dez 09, 2012 8:14 pm

Obrigada pela resposta. Fiquei bastante contente em ver que pelo menos posso dividir meus pensamentos com alguém que esteja disposto a conseguir "resolver" os problemas. Traduziu quase que tudo o que sinto, mas o que eu posso fazer para melhorar isso? Eu sou uma pessoa extremamente feliz e animada, mas essa "ansiedade" anda acabando com minha energia .... Sobre a profissão em q estou agora, foi uma escolha que fiz quando estava muito nova. É difícil passar por mudanças e hoje sinto que não quero passar a vida ao lado de ninguém, sabe?
- Uma teoria que resolvi para mim mesma é que a cada dia que passa, eu quero ser feliz (ontem mesmo fiquei muito feliz pq dois clientes disseram que eu sou ótima comerciante e que meu cabelo estava ótimo sunny ). E a outra teoria é que não existem 2 dias (seguidos) ruins cheers .
avatar
Ellenzinhaa

Mensagens : 2
Data de inscrição : 08/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E agora? O que fazer ?

Mensagem  Jericho em Seg Dez 10, 2012 12:44 am

Por suas palavras senti que é uma pessoa alegre e otimista. Quanto a profissão, te entendo, pois quando chega a idade de escolher uma entre muitas e que irá definir o futuro, nem sempre existe disponível uma forma de ajuda que possa preparar para isso, ou seja, a pessoa imagina por uma carreira mas parece que ainda não há um programa efetivo em que elas possam buscar na prática e saber como ela é, quais o horizontes ela possibilita, etc.
Sinto que agora já sabe o que quer e que essa de agora não é o que realmente gostaria. Acredito então que talvez seja o momento de investir numa outra carreira na qual imagina que se sentirá bem, pois do contrário há o risco de ter o seu horizonte limitado e até levando a desmotivação. Senti também que esse elogio que recebeu lhe fez sentir bem e pode estar aí uma dica do que procura e o que citou no fim da mensagem de que para você não há dois dias ruins seguidos, acho que vai de encontro com aquilo que havia escrito, ou seja, temos o livre arbítrio da escolha e o dia seguinte será conforme aquilo que desejar que ela seja. Quando falou que decidiu por tocar a sua vida sozinha, sinto que aquela separação te marcou e precisa neste momento de um tempo para deixar ela cicatrizar.
Sobre a ansiedade, entendi que esteja buscando uma forma de se organizar, gerenciá-la melhor, definir suas prioridades, o que já pode ser colocado em prática a o que irá precisar de um tempo um pouco maior.
Por vezes há uma grama ou mesmo uma árvore que cresceu por entre uma rechadura no meio da calçada e ela está lá mostrando que na natureza uma vez que a semente encontra uma condição favorável, mesmo que a primeira vista pareça improvável, ela supera as adversidades e não perde a oportunidade quando chega o momento.
avatar
Jericho

Mensagens : 42
Data de inscrição : 17/11/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: E agora? O que fazer ?

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum