Grande dilema da minha vida - ajudem

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Grande dilema da minha vida - ajudem

Mensagem  Drico em Qui Jan 23, 2014 8:42 am

Eu enfrento um grande dilema na minha vida: na metade do ano de 2011, eu conheci uma garota sensacional que me deixou completamente apaixonado. Eu fazia parte de uma equipe de tradução de legendas de séries e filmes, eu era o fundador da equipe. Essa equipe faz legendas para um site bem conhecido e nele há várias equipes que fazem legendas de graça por hobby para outros que não sabem o idioma, possa assistir. Eu adorava fazer legendas de séries, principalmente porque eu pude melhorar meu português, aperfeiçoar mais o inglês e nessa fase da fazer legenda, eu conheci uma menina que também é tradutora de uma equipe parceira do site. Sempre que eu postava as minhas legendas no site, eu vi os destaques de legendas novas postadas no site, e eu tinha  a mania de clicar nesses destaques para poder ver quem fazia legendas. Sempre via os nomes dos meus amigos de equipe parceiras nos pôsteres desses destaques lá, aí  eu sempre via uma tal menina lá com seu nick “LULU” (Nick fictício para preservar a identidade dela), eu pensava: “Quem é essa menina que não conheço ainda”? Porque quase todo o pessoal das equipes parceiras de lá, eu conhecia, mas essa menina eu não conhecia e por incrível que pareça, eu tinha uma grande vontade de conhecê-la.
   

Chegou um dia que um amigo de uma equipe parceria disse que uma pessoa da equipe dele queria ajudar numa série que eu fazia, aí eu disse: “Quem é?” aí esse amigo disse: “É uma menina que é tradutora da minha equipe, ela ajuda muitas equipes”. Aí eu disse: “É uma tal de LULU”?’ (Fabiana é o nome também fictício assim como “LULU” para preservar a identidade dela.) E ele respondeu que sim. Eu tinha dito a ele que eu tinha vontade de conhecê-la por algum motivo e tal. Aí eu passei o e-mail da minha equipe para ele.  Acho que isso foi numa segunda-feira, realmente não me lembro, só sei que na sexta-feira da mesma semana, ela me mandou um e-mail dizendo que queria ajudar a equipe, e isso era mais ou menos 2:00 AM, eu estava online nessa hora então respondi na mesma hora. Pedia a ela para que ela entrasse no IRC, passei a ela um link para que ela pudesse acessar o IRC usando a versão online do IRC chamado de “WEBCHAT”. Conversamos por lá, falei das séries, dos nossos padrões de legendagem, aí ela me pediu para eu adicioná-la no MSN. Aí continuei conversando com ela por lá. Ficamos conversamos por muito tempo sobre a equipe, até disse que eu tinha estranha vontade de conhecê-la, ela até achou besteira isso. Eu a achei simpática, educada. Vi que ela ia me ajudar muito na minha equipe e na época eu estava precisando de tradutores porque eu praticamente traduzia 2 ou 3 série sozinho. Eu lhe pedi que fizesse um teste para entrar na minha equipe. Me lembro que nessa mesma noite, ela estava traduzindo e revisando um filme chamado “Bullying”. Eu me despedi dela, pedi que me enviasse o teste no dia seguinte e fui dormir.
 


No sábado, eu acordei por volta das 11 am, entrei no MSN e ela estava lá. Me lembro como se fosse hoje passamos o sábado todo conversando, ela nem fez o teste.  Conversamos sobre diversas coisas: sobre a vida dela a minha, e a partir daí comecei a gostar dela de uma forma que não sabia explicar. Chegou domingo, ela veio me dizer que devi estar furioso por ela não ter terminado o teste e tal, mas eu disse que estava tudo bem, que ela podia tomar o tempo e tal. Ela fez o teste no domingo. Me enviou aí disse que ia olhar e depois diria a ela se passou ou não.  Eu vi o  teste e achei razoável até porque fazia pouco tempo que ela tinha entrado nesse mundo de tradução de audiovisual. Mas na mesma hora eu vi o teste e gostei, só que eu fiquei enrolando para eu poder ficar conversando mais com ela. Horas passaram, aí disse que ela tinha passado e poderia fazer parte da minha equipe. Eu elogiei a tradução, só pedi para que ela melhorasse a sincronia dela. Durante a semana, ela ficou no IRC conversamos muito, ela tinha dito que o aniversário dela era durante a semana,  me disse o dia. Aí disse “É mesmo”. Passei uma impressão que não estava nem aí para isso. Chegou o dia do aniversário dela, quando deu meia-noite, eu fui dar meus parabéns a ela. Ela ficou  muito feliz porque eu fui o primeiro a dar parabéns a ela. Disse que nunca ia esquecer aquilo e tal.  Só sei que depois, a gente começou a ficar mais próximo. Eu demostrava a ela um sentimento de carinho e afeto assim como ela. E ela mora em outro estado, mesmo sabendo disso, eu não liguei, eu me deixei me encantar por ela. Passou alguns dias e meses, a se tornou mais intimo. Comecei a chamar ela de “baby”, “amor” só que é o seguinte: a gente nunca tinha deixado claro o tipo de nosso relação, até porque a gente tinha conhecido na internet e nem havia se visto pessoalmente.
 

Na época, ela não saia muito de casa porque o pai dela estava em outro estado por causa do tratamento de câncer dele, então a gente passava muito tempo conversando. Eu tinha medo que acontecesse algo ao pai dela e ela ficasse sozinha no mundo porque ela só tinha o pai dela de família. E cada dia eu ficava mais apaixonado por ela, eu até deixava minhas traduções atrasarem por causa dela. E durante nossa conversa desde o dia que a conheci, ela me disse  que ia visitar o Rio de Janeiro com uma amiga, porém era numa outra cidade, e também ia visitar os amigos dela do Rio de Janeiro que são os fundadores da equipe dela. Ela ia ficar na casa deles. E como eu sou do Rio de Janeiro, a gente ia se conhecer. No mesmo momento, eu fiquei animado de poder  conhecê-la porém não demostrei isso. Vi que ela estava animada para vir cá. Alguns meses depois, eu comecei a dar uns sumiços, isso acontecia devido vários fatores aqui que aconteciam aqui em casa, briga familiares que me faziam sair de casa, com isso, eu a deixava preocupada, sempre sumia e não dava notícia, isso ocorreu várias meses. Eu sei que eu fazia  errado, porém na época eu nem tinha celular para ligar pra ela.  Esse foi um grande erro , mas sempre pedia desculpas a ela. Sem dúvida, isso a desgastava muito. Outra coisa que também surgiu foram os ciúmes da minha parte. Eu sempre brigava com ela porque ela ficava falando com um gringo que ela conhece através de mim. Esse gringo ajudava a equipe quando a gente não sabia o que os personagens das séries que fazíamos falavam então, ele escrevia em inglês num arquivo  de texto qualquer para que pudéssemos traduzir essas partes. Só que o problema desse gringo que ele ficava se metendo, ficava com ciúmes de mim com ela porque ele via nossas conversas no canal principal, aí ele ficava morrendo de ciúmes.  Teve uma vez que ela ficou falando com ela no Skype ate vez um vídeo conferência com ela, ela meio que gostou do jeito dele, eu fiquei tipo furioso, nesse dia até briguei com ela feio, dizendo que iria sumir e tal. Essas brigas eram constantes por causa desse cara, eu diria que 85% de tudo isso foi por causa dele. Ele não se tocava que ela era a garota que eu estava apaixonado.  Resumindo: brigamos muito mesmo, teve algumas vezes que ela me bloqueou no MSN, e só vivia falando com ele. Quando isso acontecia, ele ficava colocando indiretas no Twitter era ridículo.

   

   Ao chegar na semana de ela vir pra cá, eu avisei a ela que não poderia vê-la na primeira semana, porque eu tinha que ir para SP. Ela ficou meio puta com isso. Até discutimos. No dia antes de ela chegar ao Rio brigamos feio. Uma garota  que era da minha equipe não gostava da Fabiane, isso era coisa antiga. Logo quando a Fabiane entrou na equipe essa menina implicava com ela, dizia que eu era namorado e outras coisas só para implicar com ela. Essa menina também estragou tudo entre mim e a Fabiane. Nesse dia, essa menina xingou tanto a Fabiane que ela ficou furiosa mesmo me cobrou por eu não fazer nada, mas eu fiz, eu a mandei parar só que ela não acreditou. Esse dia eu chorei muito mesmo. Ela chegou no Rio. Durante essa, ela não quis falar comigo, eu ficava igual a um louco escrevendo no msn sem ela me responder. Ou seja 1 semana sem falar comigo na segunda semana, ela falou comigo, aí disse a ela que não dava pra vê-la nessa semana porque eu ainda estava com problema na família mas eu já  estava no Rio. Ela achou um absurdo eu estar no Rio e não vê-la. O problema é que eu não podia sair de casa, eu enfrentava um problema enorme em casal, expliquei a ela. Mas ela não acreditou e não gostou, ficou meio estranha comigo. Já na 3 terceira semana, a coisa se repetiu, ela até me lembrou algo assim “Olha, essa é minha última semana no Rio.” Eu disse que seria nessa semana aí foi passando até que chegou sexta-feira, ela me mandou uma mensagem no MSN dizendo que teria uma feijoada na casa de uma amiga dela das legendas, ela me convidou e disse que seria meu última dia para vê-la, a feijoada seria no sábado porque na segunda feira iria embora para o estado dela. Eu não fui.  Fiquei sábado e domingo sem dar notícia, só que no domingo à noite uma amiga minha mandou email pra Fabiane dizendo que tinha dado um problema na minha família, porque ela sabia tinha muita briga minha com meu irmão, aí ela disse que os vizinhos tinham comentado que eu havia morrido  e essa amiga minha não estava lá, ela estava viajando pro Rio Grande do Sul, ela só passou  a informação que a mãe dela tinha dito ela. A Fabiane deve ter lido de manhã o email e acordou chorando, chamando o amigo dela pra ir atrás de mim. Ela chorou muito pelo que me contaram. Fabiane  saiu  atrás de notícia minha, ela nem sabia meu endereço direito só sabia referencias,  ficou perguntando nas ruas até achar.  Ela achou a minha casa falou com a minha mãe aí minha mão disse que me chamar, só que minha mãe estava meia no mundo da lua com essas nossas brigas que disse que ia me chamar, só que eu não estava em casa, só estava meu irmão, ele falou com ela que não conhecia o pessoal, era a verdade meu irmãos sabia deles, só da menina mesmo assim nunca falou com ela e não queria aparecer. Ele  podia ter aparecido e explicado a situação mas ele não foi. Eu estava fora de casa desde de domingo por causa do meu outro irmão com problemática que vivia causando problema na família. Eu só fui aparecer na sexta feira.  Mas já era tarde demais, ela já estava na cidade natal dela. Falei com ela no twitter, expliquei tudo só que ela não acreditou muito e ficou estranha comigo. Tentei de tudo só ela não me tratava como antes porém gostava de mim. Vendo ela me tratar assim, eu perdi a cabeça, xinguei ela e tudo aí ela parou de falar comigo por uma semana. Eu ficava mandando mensagem dizendo que estava sentindo saudades. Aí voltamos nos falar porém de forma estranha aí ela disse “Quero terminar”, colocou até aspas porque como nunca definimos nossa relação ao certo. Eu fiquei desesperado.


   Queria uma segunda chance, só que ela disse só voltaria o que era antes se eu fosse pro estado dela, só que não dava pelo menos naquela época. Eu tentei de tudo e até ameacei a ela contar um segredo dela, quando ela soube disso, ela ficou furiosa, disse várias coisas dizendo que não me queria por perto que eu era destrutivo e tal. Eu pedi desculpas a ela e expliquei que tinha perdido a cabeça porque a pessoa  que eu amava iria sumir pra mim e tal, só que ela disse que isso não era maneira de eu lidar com as coisas. Ela fiquei só mandando indireta para ela no twitter dizendo que eu estava com saudades e ela também mandando indiretas foi aí que o gringo disse que ela iria pro Brasil para visitar aí a Fabiane ofereceu a casa dela para ele ficar. Eu fiquei muito triste. Isso já no início de 2012.  O mês de janeiro todinho, ela não falava comigo de forma estranha. Chegou fevereiro, a mesma situação entre a gente estava a mesma coisa. Ela havia me dito que estava com alguém e tudo entre a gente estava acabado nem amizade rolaria mais. Eu como impulsivo, xinguei ela dizendo que não aguentava mais aquilo. Xinguei ela de nomes feios. Eu senti profundamente arrependido. Eu chorei muito nesse dia. No mesmo dia pedi desculpas a ela. Ela não aceitou e ficou sem falar comigo. Nesse momento, ela me bloqueou do twitter, não dava pra ver o que ela escrevia. Passou um mês, ela desbloqueou o twitter aí eu vi ela mandando uma indireta para um antigo namorado dela, aí eu mandei email para ela dizendo algo assim: “Você está dormindo com ele, é?” Ela leio isso ficou furiosa, bloqueou de novo twitter. Logo percebi que tinha feito merda de novo.  Então comecei a mandar email para ela, sem parar, ela nem me respondia. Foi aí que percebi que ela não falaria nunca mais comigo. Só   for contar, eu devo ter mandado mais 500 emails para ela.

         
     Lá para julho mais ou menos soube que o namoro dele era sério com um cara. Eu soube disso por causa de amigos. Passou vários meses até chegar dezembro de 2012, foi quando ela desbloqueou o twitter dela, e soube que ela iria ao Rio  para tirar um Visto dela para os EUA  com o namorado dela. Doeu muito em saber que ela ira voltar para minha cidade sem eu poder vê-la. Até hoje não entendi porque ela desbloqueou o twitter no mês que ela viria ao Rio. Ela chegou no Rio no dia 18 de dezembro, eu não me lembro. Só que eu comecei a mandar mensagem para ela pelo twitter só que eu criei  outras contas porque o meu oficial ela havia bloqueado. Eu escrevia mensagem dizendo para gente poder se encontrar, se conhecer e tal, mas ela lia e não falava nada.  Escrevi tanto, mas ela nem dava atenção, isso me dava muita raiva. Chorei muito. Passei várias chorando por causa dela. Me lembro que um desses dia que ela estava no Rio, eu disse: “Fabiane, vamos nos encontrar antes que você volta para casa”.  Nem deu atenção.  Só me lembro dela ter escrito uma frase no twitter que revelou  que ela tinha ido embora pro estado dela. A mensagem algo assim “Gente aqui na casa do amor está tão calor”. Foi aí que eu soube que ela não estava mais no Rio. O curioso disso tudo é que ela sempre postava onde ela estava no twitter, só que ela não postou que estava volto pro estado dela. Não sei por que ela fez.


     Me lembro de eu ter escrito para ela bloquear o twitter dela que não aguentava mais ler o que ela escrevi ela e o namorado dela, só ela não bloqueava, aí eu falava: “se você não quer mais saber de mim, enchendo seu saco bloqueia seu twitter”. Mesmo assim ela não bloqueou. Eu tive que insistir 30 vezes até ela bloquear. Aí ela tinha bloqueado o twitter. Aí mandei mensagem para de novo, agradecendo por ela ter feito isso. Só que ao mandar essa mensagem de agradecimento, ela bloqueou meu twitter. Eu soube disso porque ao mandar o tweet a ela, eu cliquei em “seguir” na mesma hora apareceu uma mensagem dizendo que eu não podia seguir a pessoa porque ela havia bloqueado. Ou seja, com meu perfil bloqueado, ela não vê minhas mensagem. Aí criei outra conta no twitter para mandar outra mensagem, ela bloqueou de novo. Ela já estava implicando comigo para eu ficar ali mandando mensagem para ela. Aí eu parei de criar conta no twitter por 3 meses. Só que chegou um momento que a saudade bateu forte, aí criei uma conta no twitter e mandei mensagem para ela, aí bloqueou  na mesma hora. Esse negócio de criar mensagem e ela bloquear, repetiu muitas vezes, até perdi a conta de quantas vezes eu criava conta lá para mandar mensagem para ela. Em fevereiro de 2013, ela viajou para EUA e conheceu o bendito  gringo, só que ela foi com o namorado dela porém aproveitou e conheceu o gringo, eu fiquei muito triste em saber disso. Mandei um cartão para ela virtual, só que ela nem abriu, se ela tivesse aberto o cartão receberia uma notificação no email. Só foi abrir o cartão em julho de 2013. Não sei por qual motivo, mas abriu.  Aí parei de mandar mensagem para ela. Lá para agosto, eu conheci uma garota, e comecei a me dar uma chance de conhecer outra pessoa para eu poder esquecer a Fabiane. Nesse mês, eu voltei a mandar mensagem para Fabiane no twitter, mandei muitas mesmo, aí ela mandou um email para um amigo meu dizendo que não aguentava mais minhas e que tinha ido na polícia dado parte minha, ela nem tinha coragem de falar comigo, mandou recado. Aí disse ao meu amigo que não acreditava que ela só fazendo isso para eu sumir, mas eu disse ao meu amigo para avisar a ela que pararia de vez de mandar coisa para ela e parei mesmo. Dois meses depois eu pedi em namoro essa garota que eu havia conhecido. Começou um momento feliz da minha vida. Ela é uma garota maravilhosa. Estou até apaixonado por ela, mas eu ainda tenho fortes sentimento pelo Fabiane ainda. Ainda gosto dela. Não me lembro qual mês, mas antes de agosto de 2013, a Fabiana havia terminado o namoro com o namorado dela. Eu fiquei meio feliz com isso, porque ela podia voltar a falar comigo. Mas estava enganado, ela continuou a me ignorar, eu ainda não estava namorando sério com a a minha atual namorada, por isso que mandei mensagem para Fabiane. Então deixei para lá. Não mandei mais mensagem. Em Janeiro de 2014, dia 11, soube que ela estava no Rio. Não sei porque ela veio, eu soube disso porque um amigo meu contou porém eu até disse a ele que estava namorando sério.  Para minha surpresa, o gringo veio pro Rio. Fiquei furioso, mas tenho certeza que ela não tem nada com ele. Parece que ela voltou pro estado dela e não sei se o gringo foi junto. Não procurei mais saber, mas no dia 20 de Janeiro eu mandei um cartão para ela e ela não abriu até dia 22.  


   Hoje é dia 22 de Janeiro de 2014, eu ainda sinto algo por ela, queria ser pelo menos amigo dela e tentar nos reconciliar. Eu amo a Fabiana.  Eu sei que deveria tê-la esquecido, mas pode passar anos que ela vai estar sempre no meu coração. Minhas esperança são 0% sem dúvida, mas eu sou insistente. Quem ama, não desiste pelo é assim comigo. E que eu não a considero apenas uma garota que conhecia na internet mas sim uma garota que amo. Não sei o que ela pensa, ela é uma garota que guarda as coisas para ela mesmo, não se sabe o que ela sente.
       Eu estou com outra pessoa mas não desisti da Fabiana. Ainda tenho esperança de pelo menos falar com ela.

Drico

Mensagens : 1
Data de inscrição : 23/01/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grande dilema da minha vida - ajudem

Mensagem  Jericho em Sex Jan 24, 2014 5:59 am

Olá. Vejo que a LULU foi o seu primeiro grande amor. Como dizia a música do saudoso Tim Maia, o primeiro amor mexe muito com a gente e fica eternamente no nosso coração mas se não correspondido, ela machuca quando rompido, porém cicatriza com o tempo. Assim aconteceu comigo, trabalhávamos na mesma empresa. Estou firme com outra pessoa hoje mas a primeira ainda está guardada num cantinho especial. Nesta hora, acredito que seja melhor deixar a razão falar mais alto e se ela não quer e se realmente gosta dela, a maior prova de amor é deixar ela seguir o caminho dela e você o seu. Quanto mais se deixa pontas soltas, mais caímos nas teias da infelicidade e da frustração que pode se tornar sufocante se deixarmos que ela nos domine. No fundo, é uma coisa que só você vai poder escolher e decidir.
avatar
Jericho

Mensagens : 42
Data de inscrição : 17/11/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum