Borderliner

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Borderliner

Mensagem  Malti em Ter Jan 25, 2011 5:04 pm

Eu gostaria de alguma orientação neste problema:
O meu companheiro teve uma infância muito misteriosa e dolorosa, que sempre tentou esquecer, mas hoje em dia ele tenta desabafar sobre ela e descobrir. Ele é, segundo um psicólogo amigo, Bordeliner. As manifestações de agressividade crescem conforme ele se entrega às questões sobre a sua infância. Ele não se lembra do pai e da mãe antes dos 15 anos, apenas dos avós. A mãe quando ele nasceu passou a deixá-lo na avó mas ao ponto de ele dormir sempre na casa dos avós e não na casa dos pais. A mãe ainda hoje alega o ter entregue aos cuidados da avó porque ele fazia birra quando ela o trazia para casa. Ela diz que ele era mesmo muito birrento e sofria muito sempre que chegava a hora de voltar para casa. Os pais estão vivos ainda e o Avô, mas avó, a sua verdadeira mãe, morreu quando ele tinha 15 anos e ele foi obrigado a vir viver com os pais e a não poder contar com o avô que estava muito mergulhado no seu luto. Ele diz que odiava viver com os pais, diz que não se sentia parte da família. Durante todo este processo, ele teve uma irmã, que nasceu 4 anos depois dele e que sempre foi cuidada directamente pelos pais e que revela estar bem integrada na família. O meu companheiro tem muitos medos irracionais, é ansioso, briguento, desconfiado, não cuida de si quando está doente nem cuida da sua higiene. Em momentos de briga (que são constantes quer comigo quer com a família) ele assume uma outra personalidade em que não fala com ninguém e chega a destruir coisas, parece ser outra pessoa, com outro olhar, voz, discurso caótico e sem lógica.
Ele se recusa ir a um médico e fica muito violento se falo nisso, começando imediatamente a transferir para mim a questão , dizendo que eu é que tenho problemas, eu é que tenho uma educação errada e que a família dele é perfeita.
No dia-a-dia, a mãe mente-lhe, manipula-o, faz muita muita chantagem emocional e continua a tratá-lo de forma inferior à irmã, dizendo sempre que ele é um incapaz. Muitas vezes ela insinuou que ele não consegue fazer amor comigo. Também já assisti a ela tentar brincar com ele mas apalpando os genitais e rindo. Estou muito assustada. O Pai e o Avô também costumam dizer que ele é incapaz e até eu surgir na vida dele, nunca ninguém o respeitava. O pior é que eles ficam todos contra mim, inclusive o meu companheiro, que após os abusos me pede para ignorar e não falar de nada. Ele vai acumulando, acumulando, ao ponto de ser violento e desiquilibrado.
Esta família é muito sinistra e a mãe dele é profundamente perturbada.
Que faço?
Ele não consegue aceitar, nem lembrar o abandono da mãe, nem os actuais gestos abusivos.
A única coisa que ele lembra é do amor da avó que perdeu.
Não sei lidar com isto, peço a ajuda rápido ou então um dia destes abandono este caminho para sempre.

Malti

Mensagens : 1
Data de inscrição : 25/01/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum